VISITA AO MUSEU EGÍPCIO ITINERANTE

Acompanhados pelo professor coordenador Edjafre Muniz  e pelos professores Adriano Anjos, Márcio Lima, Mailson Rocha e Raphael Sánzio120 alunos da EEEP José Maria Falcão visitou o Museu Egípcio Itinerante que estava em Fortaleza. A aula foi um mergulho à cultura egípcia. 

As aulas de campo fazem parte da incessante busca da JMF pela proficiência de seus alunos.

 

DIA DO PROFESSOR


O Dia do Professor "começou em São Paulo em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como "Caetaninho". O longo período letivo do segundo semestre ia de 1 de junho a 15 de dezembro, com apenas dez dias de férias em todo este período. 

Quatro professores tiveram a ideia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.

O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15 de outubro, data em que, na sua cidade natal, Piracicaba, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. A sugestão foi aceita e a comemoração teve presença maciça - inclusive dos pais. O discurso do professor Becker, além de ratificar a ideia de se manter na data um encontro anual, ficou famoso pela frase " Professor é profissão. Educador é missão". Com a participação dos professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a ideia estava lançada."(texto extraído de http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_do_professor)

A EEEP José Maria Falcão comemora o dia dos professores com uma homenagem àqueles que fazem desta escola um ambiente de construção de um mundo melhor.

Foi oferecido um coquetel aos professores, bem como homenagens através de vídeos, painéis com fotos, músicas e mensagem executadas por alguns representantes dos alunos. 

Algumas escolas investem em pessoas. Outras no futuro. 
A nossa investe no futuro das pessoas. 

Parabéns professor pelo seu dia!

VI FEIRA DE CIÊNCIAS E CULTURA EEEP JOSÉ MARIA FALCÃO

A VI Feira de ciências e cultura da EEEP José Maria Falcão que aconteceu na última sexta-feira, 10 de outubro,  trouxe como tema “Articulando saberes e transformando práticas”.

Alguns dos trabalhos apresentados passaram pelo processo de empirismo, pois durante sua constituição os alunos fizeram diversas experiências para observarem na prática como alguns processos se davam.

O protagonismo não  está presente no cotiano dos alunos da JMF mas também é estimulado pelos professores e núcleo gestor diariamente.


Como resultado, a EEEP José Maria Falcão, recebeu do público presente elogios aos trabalhos expostos o que proporciona ainda mais aos alunos motivação aos para continuarem em busca da excelência nas suas vidas profissionais.

Algumas escolas investem em pessoas. Outras no futuro. A nossa investe no futuro das pessoas. 

VISITA DO INSTITUTO ALIANÇA



O Instituto Aliança é uma associação sem fins lucrativos qualificada como organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP). Foi fundado em janeiro de 2002, com o intuito de assumir a coordenação do ‘Projeto Aliança com o Adolescente pelo Desenvolvimento Sustentável do Nordeste’, resultado de uma união estratégica com o Instituto Ayrton Senna, a Fundação Kellogg, a Fundação Odebrecht e o Banco Nacional de Desenvolvimento Ecônomico e Social (BNDES).

Iniciada em 1998, esta parceria tinha como objetivo promover a participação juvenil na implementação de uma ação de mudança estrutural em regiões do nordeste brasileiro, onde os índices de Desenvolvimento Humano (IDH) encontravam-se em níveis abaixo da média nacional e ocupando ainda o 74º lugar no rankin internacional. (texto extraído de http://www.institutoalianca.org.br).

Em parceira com o referido Instituto, a EEEP José Maria Falcão trabalha com seus alunos o Projeto de Vida,  motivo pelo qual fora agraciado com a visita de seus patrocinados colombianos.

AFRICANIDADE

Os alunos do 1º do curso de Comércio sob a orientação do professor diretor de turma, Thiago Batista, deram um show de cultura, o que, embora sempre surpreenda, se tornou uma prática na EEEP José Maria Falcão. 

O que se assiste nas acolhidas são trabalhos de consciência cidadã. Os temas são apresentados de forma lúdica, seja com apresentação de esquetes, seja com danças, toda e qualquer forma de cultura são trazidas pelos alunos da JMF.

Hoje a temática trabalhada foi a "Africanidade", com exibição de danças, esquetes, capoeira, se conheceu um pouco mais da rica cultura aficana.

"Ninguém caminha sem aprender a caminhar, sem aprender a fazer o caminho caminhando, refazendo e retocando o sonho pelo qual se pôs a caminhar."(Paulo Freire)